Em breve

Em breve

Em breve

Em breve

Em breve

Em breve

article image

Sinais de que você não se adaptou ao trabalho remoto (e como se adaptar)

Saiba quais são os fatores que podem afetar o seu desempenho no teletrabalho e quais são as dicas para reverter a situação.

Por Sabrina Bezerra

Faz mais de um ano que a pandemia de coronavírus mudou a forma de trabalho e fez muitas empresas adotarem o home office às pressas. A modalidade trouxe ganho na produtividade de alguns profissionais (entenda mais abaixo), mas há casos em que o resultado é o oposto. E o motivo pode estar em distrações como campainha, família, geladeira, limpeza da casa…

Mas como descobrir se você não se adaptou ao teletrabalho? Para Vitor Silva, branch manager na Robert Half, consultoria de recursos humanos, o primeiro ponto é "observar se você está trabalhando mais horas do que costumava trabalhar no escritório [presencial] para entregar o mesmo volume de tarefas. Se a resposta for sim, é um sinal que você não está produtivo.” 

Outro indicador que o home office não está funcionando é quando falta equilíbrio das tarefas pessoais e profissionais. Por exemplo, “você está abdicando do trabalho para assistir filmes e séries todos os dias? É natural fazer isso, mas não diariamente, pois pode afetar o seu rendimento”, afirma Rafael Oliveira, psicólogo e diretor de gente na Z-Tech e na Donus. E o mesmo vale para as saídas até a portaria, atenção à família e a limpeza da casa. “O ideal é equilibrar as tarefas”, diz o especialista.

Home office, cansada, trabalho, arquitetura

Você não se adaptou ao home office? O primeiro passo é tentar entender o porquê (Crédito: Pexels)

COMO SE ADAPTAR AO HOME OFFICE

Identifique por que você não se adaptou (ainda)

Rafael aconselha identificar primeiro o motivo. Às vezes, a falta de adaptação está ligada a problemas como: falta de espaço para trabalhar, equipamentos que não estão funcionando muito bem (computador, internet…), problemas com a família do que ao modelo de trabalho. “Identifique o que está por trás do ‘não gosto do home office’, pois facilita criar um plano de ação”, afirma Rafael. “Após identificar, peça ajuda: converse com o seu líder”. Veja se há possibilidade de fazer um regime de trabalho híbrido, por exemplo. Se a razão for a saudade do cafézinho na copa da firma, “reserve um horário para conversar online com o time”, completa Rafael.

Aprenda mais sobre design organizacional e gestão ágil nesta aula gratuita.

Evite atender a campainha

Se você estivesse trabalhando no escritório da empresa, a campainha de sua casa não seria atendida. A encomenda ficaria na portaria ou seria entregue em outra data, certo? Por isso, se “o interfone tocar, não atenda”, afirma Vitor. Isso vai ajudá-lo a se adaptar melhor — e ganhar mais tempo — no home office.

Separe um ambiente para trabalhar

Escolha um espaço para ser o seu escritório do home office. É o que aconselha Rafael. “Evite trabalhar sentado na cama. Organize a sua estação de trabalho, a mesa, o computador. Deixe o seu físico o mais próximo possível do que o seu corpo entende ser uma situação de trabalho.” 

Zoom, videoconferência, reunião online

Agende um horário do cafézinho com o time (Foto: unsplash)

Faça apenas reuniões produtivas

Quando precisar agendar uma reunião, reflita se poderia ser um e-mail. Senão, opte em “usar a metodologia ágil e faça uma Daily — reunião diária objetiva com duração entre 15 minutos e 30 minutos. Assim, não dá lugar para a improdutividade. Uma boa dica é fazer a reunião em pé para a duração não estender”, aconselha Vitor. 

Lembre-se: “não faça com a agenda dos outros o que você não gostaria que fizesse com a sua”, afirma Rafael.  

Tenha bons equipamentos de trabalho

“Eu costumo brincar dizendo que antes a gente investia em perfume, relógio, terno. Hoje, é em uma boa conexão de internet, boas tecnologias, microfone. Investir em equipamento de qualidade melhora a adaptação ao home office”, diz Vitor.

Home office, trabalho, computador, teletrabalho

Escolha um ambiente da casa para trabalhar (Foto de Vlada Karpovich no Pexels)

O HOME OFFICE E A PRODUTIVIDADE

O teletrabalho tem sido bem aceito pelos profissionais. Segundo uma pesquisa realizada pela Fundação Instituto de Administração (FIA), cerca de 70% dos respondentes disseram que gostariam de continuar em home office no pós-pandemia.

Mas será que a modalidade de trabalho à distância aumenta a produtividade dos funcionários? A resposta é sim, de acordo com o relatório da Fundação Dom Cabral em parceria com a Grant Thornton e a Em Lyon Business School realizado entre 15 e 29 de março de 2021. Cerca de 58% dos profissionais entrevistados disseram ser mais produtivos durante o teletrabalho. Trata-se de um aumento de 14% em comparação a 2020. 

“Se houve um aprendizado positivo da pandemia foi o de que o trabalho remoto pode funcionar e ser eficiente”, diz a consultoria McKinsey. E quando o assunto é qual será o futuro do trabalho, tudo indica que será híbrido, de acordo com McKinsey.

Saiba como será o futuro dos negócios no trabalho no pós-pandemia

Ícone de um envelopeLogo StartSe

Receba nosso resumo diário com o que realmente importa!

Inovação e negócios em 5 minutos ou menos para que você não fique para trás

Carregando formulário...