Inicio

Artigos

Aulas

Cursos

Eventos

Em breve

Programas

Em breve

Podcasts

Em breve

Web Séries

Inicio

Artigos

Aulas

Cursos

Eventos

Em breve

Programas

Em breve

Podcasts

Em breve

Web Séries

Meu Perfil

Sair

Notificações

Nenhuma notificação para mostrar

Favoritos

Nenhum item foi favoritado

Conheça os bastidores da fusão entre a MightyHive, da S4Capital, e o Grupo Raccoon

Entenda por que o Grupo Raccoon chamou a atenção da empresa do ex-chefão da WPP.

Por Sabrina Bezerra

A S4Capital, conglomerado de serviços digitais de Sin Martin Sorrell — ex-chefão do WPP —, incluiu o Grupo Raccoon, empresa brasileira de marketing digital, em seu portfólio. A operação se dá por meio de uma fusão com a MightyHive, braço da S4Capital para dados e mídia online. O objetivo é acelerar a implementação de estratégias da nova era do marketing e publicidade em escala global. O valor da operação não foi divulgado. 

No entanto, o negócio reforça a aposta do unicórnio britânico S4Capital no Brasil — que começou em 2019 — quando a ProgMedia, consultoria de mídia, fundada por Bruno Rebouças e Natália Fernandes, se uniu com a MightyHive. “O Brasil é um mercado crucial para nós na S4Capital, um país que juntos temos muita história e amamos trabalhar. Por isso, temos o prazer de receber André, Marco Túlio [fundadores do Grupo Raccoon] e seus colegas para expandir nossas habilidades existentes e juntos rompermos o antigo status quo do mercado!”, escreveu em comunicado Sir Martin Sorrell.

Túlio, André and Leonardo - Controller Partners of Raccoon

S4CAPITAL, GRUPO RACCOON E MIGHTYHIVE

O ano era 2018 quando a S4Capital foi fundada por Sir Martin Sorrell. Alguns meses após sua fundação uniu-se com a MediaMonks, empresa de produção de conteúdo digital criativo; e com a MightyHive, companhia de mercado em soluções de mídia digital para agências e profissionais de marketing. Essas foram as primeiras de uma série de M&A (fusões e aquisições) que veio depois. Atualmente, a companhia tem sob seu guarda-chuva 28 empresas, 5 mil funcionários em 31 países e valuation de £ 2,7 bilhões.

Quando o assunto é conselho administrativo, o unicórnio conta com nomes como: Rupert Faure Walker, Paul Roy, Daniel Pinto, Sue Prevezer, Elizabeth Buchanan, Naoko Okumoto, Margaret Ma Connolly e Miles Young. Agora, com Victor Knaap, Wesley ter Haar, Pete Kim, Christopher Martin, Peter Rademaker e Scott Spirit.

A sede da MightyHive é em São Francisco, nos Estados Unidos, e conta com uma equipe de consultores e especialistas em cerca de 19 países e 27 cidades ao redor do mundo. Alguns dos negócios M&As feitos pela companhia foram: ProgMedia, consultoria em digital especializada em mídia programática; Digodat, especializada em dados e análise da América Latina; e Orca Pacific, agência de serviços e líder de mercado para a plataforma Amazon.

Já a Raccoon Marketing Digital foi fundada em 2013 pelos ex-funcionários do Google, André Palis e Marco Túlio Kehdi. O grupo á composto por três empresas — Raccoon, ROCKY e Calina — e atua nas frentes de: mídia digital (busca, canais sociais e de e-commerce), marketing inbound (busca automatizada e optimização das taxas de conversão), e TI/business intelligence (análise de dados). Atualmente tem mais de 200 clientes. Entre eles estão: C&A, Google, Grupo Big, Natura, Nubank, XP Inc. A companhia tem cerca de 450 funcionários. Além de ter ganhado o título de uma das maiores agências digitais da América Latina.

OS BASTIDORES DO NEGÓCIOS

André e Marco eram conhecidos de Bruno e Natália (fundadores da ProgMedia, que falamos no início desta matéria). Hoje, Bruno é diretor-geral da MightyHive na América Latina. “A gente manteve a amizade. E quando foi no final de 2019 e início de 2020, nós começamos a conversar [sobre a possível fusão] com a MightyHive. Mas veio a pandemia e tudo ficou muito confuso. Ninguém sabia quais eram os caminhos que a gente iria seguir”, afirma André em entrevista à StartSe. Porém, com o boom do crescimento digital — acelerado pelo coronavírus — a negociação avançou no final do ano passado. “Ao longo desses quatro meses, nós conversamos sobre qual seria a melhor forma de negócio. Deu certo e assinamos a documentação no último sábado”, completou. André (CEO) e Marco Túlio (Chief of Staff) permanecem em suas atuais funções. Assim como os demais sócios Leonardo Araújo (Raccoon), Daniel Palis e Bruno Melo (Calina) e Luiz Fernando Ruocco e Daniela Gebara (ROCKY). "Do ponto de vista operacional, tudo continua da mesma forma. A mudança é que, agora, a gente se reporta para o Christopher Martin, fundador da MightyHive.

Por quê? E quais são os próximos passos?

A ideia é unir a expertise da Raccoon com a especialidade da S4Capital para aumentar a capacidade de entregas e serviços. "Nós temos um portfólio parrudo e, ao longo desses últimos anos, temos se tornado referência em marketing digital nos segmentos de dados, mídias e content. Por outro lado, temos um pedaço ainda em maturidade e que a S4Capital é referência, que é o de criação", diz André. Com isso, as empresas serão turbinadas para oferecer às marcas um serviço cada vez mais integrado. 

André explica: “antes era comum um grande anunciante contratar cinco, seis, sete agências em marketing digital. Cada uma era responsável por uma etapa diferente. Mas o mundo tem ficado tão competitivo que você perde força se não conseguir integrar”. Bruno, diretor-geral da MightyHive na América Latina, completa dizendo que os clientes do conglomerado têm acesso a centenas de profissionais que conseguem fazer tudo dentro do digital. "Desde estratégia de campanha, criação, social, conteúdo, marketing de performance, mídia paga, soluções técnicas. Tudo isso está disponível num único time integrado e que nasceu no digital”. 

Outro objetivo é expandir o negócio numa escala global. Para isso, a empresa vai mirar clientes como: companhias locais, multinacionais e marcas influenciadas pelos millennials. "Ter todos esses recursos disponíveis e totalmente integrados será a chave para continuar apoiando as maiores empresas do Brasil. A Raccoon tem o nosso mesmo DNA: nascido no mundo digital, ágil, flexível e com um nível de serviço premiado, não poderíamos estar mais animados para esta nova etapa no Brasil", afirma Bruno.

Quais são os principais desafios?

Bruno começa dizendo que, do lado da S4Capital, o desafio será operacional de integração. “Fazer onboarding rapidamente de tanta gente nova, acho que, será um dos desafios. Mas por outro lado, nós já fizemos isso com 27 empresas, então acho que não amedronta tanto."

André concorda. “Talvez eu responda como se estivesse em uma entrevista de emprego e o recrutador pergunta ‘qual é o seu defeito?' e ele responde com uma qualidade (risos). Mas a verdade é que, a nossa preocupação é como gerenciar tanta oportunidade que vai surgir agora. Isso porque, o Grupo Raccoon já cresce entre 50% e 60% por ano sozinho. Agora juntos, é pensar em como vamos dar conta de acomodar [o exponencial] crescimento”.

POR QUE É IMPORTANTE?

O mercado de marketing digital tem se mostrado um dos mais promissores. Não à toa: a chegada da pandemia exigiu o isolamento social e, muitas pessoas, passaram a aderir o consumo de forma online. Segundo a pesquisa CX Trends 2021, realizada pela Zendesk, 65% dos consumidores buscam comprar de empresas que oferecem transações digitais fáceis e rápidas

Quando o assunto é e-commerce, por exemplo, no ano passado cresceu 41% no Brasil, atingindo o faturamento de R$ 87,4 bilhões, segundo dados do relatório Webshoppers feito pela Ebit | Nielsen e Bexs Banco. O anúncio online feito por empresas também cresceu. A Alphabet, controladora do Google, registrou no último dia (27/04), receita bruta aumentou para US$ 55,3 bilhões, alta — e recorde — de 34% no trimestre. 

+ 7 Ideias de Marketing para a Quarentena