Em breve

Em breve

Em breve

Em breve

Em breve

Em breve

article image

Rappi levanta US$ 500 mi, agora vale US$ 5,25 bi

Startup colombiana atraiu grandes fundos internacionais e levantou US$ 500 milhões em sua rodada de Série G - entenda os próximos passos.

Por Victor Marques

A Rappi, startup colombiana com foco em entregas, anunciou o recebimento de uma nova rodada de investimentos de US$ 500 milhões. Liderada pela T. Rowe Price - com participação de Baillie Gifford, Third Point, Octahedron, GIC e Softbank - a rodada levou o valor de mercado da startup para US$ 5,25 bilhões. Desde 2015, a Rappi recebeu mais de US$ 2 bilhões em investimentos e já atua em mais de 250 cidades na América Latina.

A RAPPI

Fundada em 2015 em Bogotá, a Rappi começou como um app de delivery de comida, mas expandiu seu negócio com a intenção de se tornar um Super App. A rodada de Série G irá impulsionar e consolidar a oferta dos serviços da Rappi nos 9 países onde já atua.

A startup teve seu negócio impulsionado durante a pandemia, já que os serviços de delivery estão em alta demanda. Além dos serviços de entrega de comida, mercado, roupas, documentos e dinheiro, a Rappi vem apostando no aumento do leque de serviços oferecidos: Rappi Travel, uma espécie de agência de viagens, parceria com o GetNinjas, para oferecer serviços de profissionais variados e o Rappi Bank, para oferecer produtos financeiros.

O lado fintech da Rappi, inicialmente composto pela solução de pagamento para os pedidos em restaurantes e supermercados, passou por expansão ao oferecer pagamento entre pessoas e hoje oferece uma espécie de conta digital através do Rappi Bank, oferecendo até mesmo cartão de crédito sem anuidade e até 3% de cashback.

A Rappi começou como um aplicativo de entregas e hoje já se tornou um Super App, oferecendo até mesmo cartão de crédito, através do Rappi Bank. (Foto: Rappi/Divulgação)

INVESTIMENTOS NA AMÉRICA LATINA

Além do Softbank, que também já havia investido em rodadas passadas, a Rappi já conquistou investimentos de grandes fundos: Sequoia Capital, DST Global, Y Combinator e Andreessen Horowitz, são alguns dos nomes que já participaram das rodadas anteriores.

Softbank e Sequoia Capital já haviam declarado interesse pela América Latina e o aporte do Softbank na rodada atual da Rappi já demonstra que o fundo quer continuar marcando presença nas rodadas da região. O Sequoia Capital já deu seus primeiros passos de intensificação de investimentos na América Latina, nesta semana investiu na fintech argentina Pomelo - que se juntou à Rappi e ao Nubank no portfólio de empresas latino-americanas investidas pelo fundo.

POR QUE IMPORTA?

A nova rodada de investimentos da startup colombiana ressalta a importância da América Latina no cenário de Venture Capital global. Os fundos internacionais veem cada vez mais potencial nas startups da região e estão com grande apetite por rodadas volumosas.

Os investimentos de fundos de sucesso nas startups latino-americanas dão uma ideia da relevância do mercado e de quão preparadas as startups estão para dominar esse mercado. Depois de prometer que voltaria a olhar a região com atenção, a Sequoia Capital já realizou seu primeiro investimento na América Latina. Quem será a próxima startup a atrair investimento na região?!

A CapTable, plataforma de investimento em startups da StartSe, permite que qualquer um tenha a oportunidade de investir em startups. Em seus dois anos, a CapTable já captou mais de R$ 32 milhões para mais de 30 startups. Já são mais de 4 mil investidores, cadastre-se e conheça as captações disponíveis. 

Invista em startups com a CapTable

Ícone de um envelopeLogo StartSe

Receba nosso resumo diário com o que realmente importa!

Inovação e negócios em 5 minutos ou menos para que você não fique para trás

Carregando formulário...