Em breve

Em breve

Em breve

Em breve

Em breve

Em breve

article image

Após parceria inédita com AliExpress, Nuvemshop recebe aporte de US$ 90 milhões

A empresa quer expandir os negócios para Colômbia, Chile e Peru. Rodada em série D foi liderada pelo fundo global Accel Partners.

Por Sabrina Bezerra

A Nuvemshop, plataforma de e-commerce para empresas, acaba de receber um aporte de US$ 90 milhões em rodada série D liderada pelo fundo global Accel Partners, que já investiu em empresas como Facebook, Slack e Spotify, com participação dos fundos ThornTree Capital, Kaszek Ventures, Qualcomm Ventures LLC e Kevin Efrusy. 

“O objetivo é continuar construindo o maior ecossistema de e-commerce da região, garantindo aos pequenos e médios empreendedores e grandes marcas acesso à tecnologia de ponta e custos reduzidos por meio de economia de escala que, até então, estavam disponíveis apenas para os gigantes do varejo”, disse em nota Santiago Sosa, CEO e co-fundador da Nuvemshop. 

PARCERIA COM ALIEXPRESS

O aporte acontece duas semanas após a empresa lançar uma parceria inédita com a chinesa AliExpress. Com a associação entre as companhias, lojistas da Nuvemshop podem vender por meio do dropshipping — modelo de negócio em que o vendedor comercializa seus produtos sem estoque. Na prática, o cliente compra de uma loja virtual, o pedido é repassado ao fornecedor, que envia o produto diretamente ao consumidor final. É a primeira vez que a AliExpress aposta neste modelo no Brasil. 

Nuvemshop

A startup oferece plataforma de e-commerce para empreendedores (Foto: Divulgação Nuvemshop)

NuvemShop 

A startup oferece plataforma de e-commerce para empreendedores. Foi fundada na Argentina por Santiago Sosa, Alejandro Alfonso, Martín Palombo e Alejandro Vázquez. No mesmo ano, iniciou a operação no Brasil. Atualmente tem escritórios em São Paulo, Buenos Aires e Cidade do México com cerca de 400 funcionários ao todo. São 75 mil empreendedores que usam o serviço. O plano é expandir ainda em 2021 para Colômbia, Chile e Peru; ultrapassar dois mil colaboradores até 2023 e aumentar a cartela de empreendedores para centenas de milhares nos próximos anos. 

A companhia também fornece ferramentas tecnológicas de outras empresas — dos setores de ERP (sistema integrado de gestão empresarial), logística, pagamento, marketing, entre outros — para que eles possam conectar suas soluções às lojas online. “Dessa forma, estamos apoiando os empreendedores do varejo digital e criando uma economia paralela de serviços, onde plataformas tecnológicas conseguem chegar aos nossos lojistas com soluções inovadoras, beneficiando as duas pontas”, escreveu Sosa. 

E-COMMERCE BRASILEIRO
Na contramão de muitos setores, o e-commerce brasileiro cresceu no último ano. Segundo o índice MCC-ENET, realizado pelo Comitê de Métricas da Câmara Brasileira da Economia Digital (camara-e.net) em parceria com o Neotrust Movimento Compre & Confie, as vendas online cresceram 73,88% em comparação com 2019. E a tendência — com o crescente número de digitalização dos negócios — é continuar crescendo. 

O setor de tecnologia foi o mais impactado positivamente, com 41,9% das vendas. Na sequência, a categoria móveis e eletrodomésticos (26,2%), tecidos, vestuário e calçados (11,5%), artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, perfumaria e cosméticos (7,5%), outros artigos de uso pessoal e doméstico (7,1%), hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (3,4%), livros, jornais, revistas e papelaria (2,4%).

Atividades do comércio varejista (Foto: Divulgação site MCC-ENET)

Domine os conceitos do modelo de Varejo que está revolucionando o mundo. Conheça a nossa Formação Internacional New Retail Revolution e aprenda o modelo chinês que empresas como Magalu e Amazon estão se inspirando para dominar seus mercados.

E-Commerce Revolution

Ícone de um envelopeLogo StartSe

Receba nosso resumo diário com o que realmente importa!

Inovação e negócios em 5 minutos ou menos para que você não fique para trás

Carregando formulário...